quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

MUNICÍPIO DE RIO DO FOGO RECEBERÁ RETROESCAVADEIRA DO GOVERNO FEDERAL

De acordo com informações da FEMU/RN Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, a cidade de Rio do Fogo foi beneficiada com uma retroescavadeira adquirida com recursos do Governo Federal e viabilizada através de projeto elaborado e enviado em 2012, mais especificamente, o projeto N° 43, de 15 de junho de 2012. Os municípios que demonstraram interesse em obter o equipamento enviaram projeto para o MDA Ministério do Desenvolvimento Agrário. 

A destinação de retroescavadeiras ou motoniveladoras tem como objetivo melhorar a infraestrutura e a recuperação de estradas vicinais para escoamento da produção e circulação de bens em municípios com até 50 mil habitantes. O MDA recebeu no período de inscrições 4.176 propostas na modalidade individual, 50 na modalidade associações e nove na modalidade consórcios, totalizando 4.235 propostas válidas e em condições de habilitação no processo seletivo. Inicialmente estava prevista a seleção de mil municípios, mas o Comitê Gestor do PAC, reavaliando os limites desta ação e a grande quantidade de inscritos, decidiu ampliar os contemplados para 1.300 municípios.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

TSE aprova revisão biométrica em Rio do Fogo e em mais 39 cidades do RN

Corregedora-Geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ministra Nancy Andrighi aprovou a realização de revisão biométrica em Rio do Fogo e mais 39 municípios potiguares, durante os anos de 2013 e 2014.

Devem votar cerca de um milhão de eleitores. A votação é obrigatória para todos os inscritos nos municípios selecionados e aberta para quem quiser votar, contanto que tenha comprovação do domicílio eleitoral.

Os prefeitos dos respectivos municípios serão chamados ao TRE para apresentação do projeto e da logística para sua consecução.

Eis as cidades: Água Nova, Almino Afonso, Areia Branca, Assú, Baraúna, Barcelona, Brejinho, Carnaubais, Ceará-Mirim, Encanto, Equador, Extremoz, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Governador Dix-Sept Rosado, Grossos, Ipanguaçu, Itajá, Lagoa de Velhos, Lagoa Salgada, Lucrecia, Maxaranguape, Monte Alegre, Mossoró, Natal, Parelhas, Pau dos Ferros, Porto do Mangue, Pureza, Rafael Fernandes, Rafael Godeiro, Riacho de Santana, Rio do Fogo, Ruy Barbosa, Santana do Seridó, São Francisco do Oeste, São Tomé, Serra do Mel, Tibau, Vera Cruz.

Efeitos da seca chegam ao distrito Punaú e atinge produção do Jerimum

Depois da enchente, a seca. Dois anos após as inundações que devastaram as plantações de jerimum do Vale do Punaú, distrito do município de Rio do Fogo, distante 70 quilômetros de Natal, desta vez é a falta de chuvas que reduz, mais que pela metade, a produção do fruto/legume. Em 2011, o transbordamento do rio Punaú provocou a perda de 80% da safra, estimada em 4 mil toneladas. Este ano, a expectativa é que seja produzido, em 343 hectares plantados, algo em torno de 1/3 do montante colhido no ano passado, que foi de 4,2 mil toneladas.

"Se engana quem imagina que a seca só atinge o sertão do Rio Grande do Norte. A queda na produção de jerimum no Vale do Punaú foi causada pela seca, que prejudicou bastante nossa safra este ano", afirma o presidente da Associação dos Produtores de Jerimum do Vale do Punaú, João Batista Bandeira Gomes. Além da estiagem, pragas como a mosca-branca e o "purgão", dizimam ainda mais as plantações. "Tudo isto reflete na qualidade do produto. E baixa qualidade é baixo preço", relembra João Batista.

No início da colheita, em dezembro de 2012, a unidade do jerimum foi vendida por até R$ 0,25. Tal valor corresponde a uma perda de até 75% do custo cobrado atualmente, que é de R$ 1,00. Ressabiados com os prejuízos acumulados desde as enchentes consecutivas, cuja maior devastação foi registrada em 2011, os 30 produtores inscritos na Associação não contraíram mais empréstimos ou adquiriram máquinas para empregar nas plantações, somente compraram agrotóxicos para combater as pragas comuns na região.

De longe, os pés de jerimum parecem sadios e exuberantes. De perto, porém, é possível visualizar que o fruto/legume cresce travando uma batalha, muitas vezes mortal, com as pragas que o acometem. Somente em uma das áreas plantadas, a fusão da falta de chuvas com a "peste do purgão" provocou a perda de 20 toneladas do que foi plantado no final de 2012. O representante dos produtores, João Batista Bandeira Gomes reclama do descaso do Governo do Estado. 

"O governo virou as costas para o produtor rural. Nós não temos nenhum tipo de apoio", afirma. João Batista relembra os problemas herdados da maior enchente do rio Punaú, ocorrida há dois anos, cujas ações para redução dos danos imediatos e prevenção, jamais saíram do papel. "Desde 2011, nada foi resolvido. Os secretários estaduais de Agricultura e Recursos Hídricos estiveram conosco, ouviram nossos pedidos e nada fizeram", lamenta. 

Além das reuniões das quais participaram representantes dos produtores e moradores das áreas atingidas pela enchente no Vale do Punaú, os agricultores encaminharam ofícios à governadora Rosalba Ciarlini e ao então secretário estadual de Recursos Hídricos e vice-governador, Robinson Faria. Nos dois documentos, solicitavam a dragagem do rio Punaú. O céu cinzento que, nos períodos de seca é um alento ao produtor rural, é visto com esperança e medo pelos plantadores do vale do Punaú.

A cada chuva, como a que caiu no início da manhã da sexta-feira, 15, no litoral oriental potiguar, os agricultores relembram os dias vividos em janeiro de 2011, quando perderam quase tudo o que plantaram quando o rio transbordou. "Nem mesmo os R$ 12.600,00 prometidos pelo governo, ainda em 2011, para limpeza manual do leito do rio, foi entregue. Não há sinal de melhoria. O governo é omisso", assevera João Batista.
Fonte: Tribuna do Norte

TCE condena ex-prefeito de Rio do Fogo a devolver R$ 716 mil

A Segunda Câmara de Contas do TCE condenou o ex-prefeito do de Rio do Fogo, Francisco das Chagas Cruz, a restituir aos cofres públicos, a importância de R$ 657.346,87, devidamente corrigidos. O ex-gestor não prestou contas no processo nº 006539/2006-TC, analise da prestação de contas da Prefeitura daquele município, referente ao exercício financeiro de 2006. Instado a se pronunciar, o responsável não apresentou defesa, sendo, por conseguinte, declarada a sua revelia pelo conselheiro Relator Tarcisio Costa.
No voto, o relator pede pela desaprovação da matéria e pela restituição aos cofres municipais dos valores citados, concernente à soma dos gastos empregados e que não tiveram a sua regular aprovação. Aprova também a aplicação de multa no equivalente a 10% do valor atualizado do debito, com fulcro no art. 78, inciso I, combinado com o art. 102, inciso I, todos da Lei Complementar nº 121/94.
Outro ex-prefeito de Rio do Fogo Túlio Antônio de Paiva Fernandes, deverá ressarcir R$ 58.956,00, devidamente atualizado, correspondente a despesas com material sem destinação especifica. As despesas foram efetuadas na prestação de contas do 2º e 3º bimestre de 2002, processo nº 015274/2003.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Leitor em Foco - Assalto em Zumbi

Boa Noite, me chamo Fábio e gostaria que publicasse no teu blog que uma residencia em Zumbi, proxima ao condominio dos portugueses, foi alvo de um assalto no domingo a 2 horas da manhã, levando dinheiro, e pertences materiais, inclusive um carro Palio de cor vermelha, 4 portas de placa MZF-1904. Foram 3 assaltantes armados. Agradeço muito. Quem souber o paardeiro do carro, entrar em contato por este e-mail. (fabio.queiroz.27@hotmail.com)

Muito grato.